Essa semana quebrei a cabeça para achar um presente legal para um amigo que está se formando em Direito. Queria dar uma lembrança que ele gostasse e que de alguma forma se relaciona ao curso que ele conclui. Depois de descobrir que ele curte literatura clássica, lembrei de um livro que tem tudo a ver: “Os Miseráveis“.

Escrito por Victor Hugo, “Les Misérables” conta a trajetória do personagem Jean Valjean: um homem condenado a 14 anos de prisão por roubar um pedaço de pão para alimentar sua família que passava fome. Depois de solto, Valjean (agora sim um criminoso de verdade) passa por um encontro “divino ” – não vou estragar a história – e decide mudar seu rumo e refazer a sua vida. A partir daí, diversos personagens começam a aparecer e suas histórias a entrelaçar.

A trama acontece nos anos seguintes a Revolução Francesa e relata a luta do povo francês em garantir os Direitos Humanos declarados em 1789. Em uma das passagens, o autor – que se interessava por política e acontecimentos históricos – faz uma descrição fiel da Batalha de Waterloo que derrubou Napoleão. Aliás, diversas partes descritas no livro acontecem em lugares que realmente existiram e ainda existem em Paris.

O título, “Os Miseráveis”, é uma referência aos personagens que compõem a obra. Miseráveis esses não por serem pobres de propriedades, mas pobres de espírito. Victor Hugo sabe como ninguém dissecar os atores de suas obras e expor-lhes todas as características. O jovem Gavroche, por exemplo, é uma personificação da cidade de Paris nos anos em que a história acontece.

A narrativa é apaixonante e em nada chata como as adaptações para o cinema e o teatro musical – estes sim, medíocres e não empolgantes como o original de Victor Hugo.

A obra fala de justiça, de caráter, de leis, de acontecimentos históricos e de virtudes e valores que devem ser inerentes a todo advogado e a qualquer ser humano. Espero que o formando em Direito tenha gostado da lembrança.

 

Ser bom é fácil. O difícil é ser justo.”
                                            Victor Hugo

 

Advertisements